“Jamais a ASA pensou em fechar o Lar Santo Alberto. Apenas mudaremos o modelo”

Postado por admhous em 06/jan/2016 - Sem Comentários

Em entrevista, a presidente do Conselho de Administração da ASA, explica a mudança no formato de atendimento aos idosos

Na área de atendimento a idosos, por que a ASA decidiu migrar do modelo de ILPI para o de programa Centro Dia?

Maria Inês de Paula Eduardo: A ASA foi a primeira instituição a participar de um edital da Secretaria de Assistência Social da PMSP e a assinar um convênio para os idosos do Lar Santo Alberto. Com o passar dos anos, os idosos foram se tornando extremamente dependentes, exigindo cuidados diferenciados na área da saúde. O custo financeiro do Lar triplicou, tornando inviável o orçamento da ASA. A ASA foi e é uma entidade com finalidades educacionais e assistenciais. Nunca pretendemos ser uma entidade que atuasse na área da saúde. Portanto, houve uma mudança no foco de atuação no Lar Santo Alberto. Estávamos sendo uma casa de saúde e não assistencial. Um outro ponto a ressaltar é a queda de 30% das doações para esse atendimento específico, inviabilizando o trabalho. A proposta do novo edital de convênio lançado pela PMSP em agosto de 2015 não contemplava a cobertura dos custos com os profissionais na área da saúde, imprescindíveis aos idosos que necessitam desses cuidados 24 horas. A partir de todas estas constatações, a equipe dos profissionais da ASA elaborou um plano de ação e um projeto para o atendimento aos idosos. E chegamos à conclusão que o melhor modelo seria o atendimento no formato de um Centro Dia. Apresentamos o projeto ao Conselho de Administração, discutimos exaustivamente até que as conselheiras tiveram a coragem e a certeza de que a melhor decisão seria a mudança. Jamais a ASA pensou em fechar o Lar Santo Alberto. Apenas mudaremos o modelo de atendimento, voltando ao foco inicial de quando o Lar foi criado: dar assistência aos idosos.

Como e quando será feita esta transição?

O convênio com a Secretaria de Assistência Social terminou em 30 de outubro, porém, a ASA o renovou até 30 de dezembro. Os idosos estão sendo transferidos paulatinamente e de forma muito cuidadosa tanto de nossa parte como da Secretaria. No mês de janeiro a casa estará fechada, a fim de fazermos algumas adaptações, para reabrirmos as portas com esse novo modelo de atendimento.

Como funcionará o Centro Dia e quantos idosos serão atendidos?

O Centro Dia Lar Santo Alberto funcionará de segunda a sexta, durante todo o dia. Iniciaremos com 30 idosos, esperando aumentar esse número mediante a demanda. Teremos várias atividades culturais, terapêuticas e sociais, sempre voltadas para um atendimento de qualidade ao idoso.

 

Nota de esclarecimento: Lar Santo Alberto

Postado por admhous em 21/out/2015 - Sem Comentários

A partir de 2016 a ASA adotará um programa intitulado “Centro Dia”, recebendo os idosos pela manhã e atendendo-os até o final da tarde / início da noite.

ASA é uma instituição privada sem fins lucrativos com 73 anos de serviços prestados às crianças, adolescentes e idosos da sociedade paulistana em situação de vulnerabilidade social.

A ASA cresceu e evoluiu para um trabalho profissionalizado comprometido com a qualidade dos serviços prestados à sociedade. O pequeno grupo de beneficiários do início da trajetória institucional hoje soma mais de 1.400 crianças, adolescentes e idosos que participam de atividades realizadas por 250 profissionais em 14 unidades, sendo 11 unidades de atendimento direto (5 Centros de Educação Infantil, 5 Centros para Crianças e Adolescentes e 1 Instituição de Longa Permanência para Idosos), dois brechós e uma unidade administrativa.

É dirigida por voluntárias que atuam com uma estrutura profissional dentro dos padrões atuais recomendados.

Mantém convênios com empresas privadas e com o Governo Municipal, que são renovados, alterados e encerrados em seus respectivos prazos.

Neste momento de profunda crise econômica, política e ética, a ASA tem procurado adotar as medidas necessárias para poder prosseguir em suas atividades assistenciais, sempre na direção de cumprir seus objetivos sociais.

Em face do ora exposto, vem adotando medidas visando reestruturar as condições de atendimento aos seus assistidos, particularmente, aqueles idosos atendidos em sua unidade denominada Lar Santo Alberto.

A proposta do edital de conveniamento lançado pela PMSP em agosto de 2015 não contempla a cobertura dos custos com os profissionais na área da saúde que são imprescindíveis ao atendimento dos idosos que necessitam desses cuidados 24 horas/dia.

Jamais, em tempo algum, decidiu encerrar o atendimento aos idosos.

A ASA adotará, a partir de 2016, um programa intitulado “Centro Dia para Idosos”, recebendo-os pela manhã até o final da tarde / início da noite em suas dependências, mantendo todo o atendimento reconhecido, por todos, como de excelente nível. Até o final de 2015, estaremos trabalhando na transição de um lar para idosos a um Centro Dia.

O tempo é de mudança e exige racionalidade e bom senso.

Diante de tudo isto, a ASA se coloca à disposição da sociedade para quaisquer outros esclarecimentos que forem solicitados, com a certeza de que jamais deixará de cumprir seus fins.

Parceria com Tecnisa garante acesso de idosos à área de ginástica

Postado por admhous em 01/ago/2014 - Sem Comentários

Projeto prevê construção de uma rampa de acesso ao espaço dedicado a exercícios físicos no Lar Santo Alberto

No início de julho, a ASA – Associação Santo Agostinho fechou parceria com a empresa Tecnisa para a realização do projeto Vida Saudável, em benefício dos idosos do Lar Santo Aberto. O programa prevê a construção de uma rampa de acesso ao espaço dedicado a exercícios físicos no Lar. Sem esta rampa, os idosos não têm como utilizar os equipamentos de ginástica ali instalados. As obras já começaram e devem estar concluídas até o final de agosto.

O projeto prevê também a participação de funcionários da Tecnisa em ações de voluntariado no Lar. Os interessados poderão acompanhar os idosos em saídas culturais ou desenvolver atividades de convivência e oficinas culturais na unidade. Em julho, os voluntários já começaram a se mobilizar e foram responsáveis pela venda de 230 convites para a Festa Julina realizada no dia 27 de julho no Lar. “A parceria com a Tecnisa é de grande importância para a ASA e, em especial, para o Lar Santo Alberto”, comenta Celia Tilkian, superintendente executiva da ASA.

Campanha dos Avós: celebre este dia tão especial fazendo o bem!

Postado por admhous em 13/abr/2012 - Sem Comentários

Clique aqui para participar!