CENTRO DIA Unidades | 06.01.2016 | Publicado por admhous

“Jamais a ASA pensou em fechar o Lar Santo Alberto. Apenas mudaremos o modelo”

Em entrevista, a presidente do Conselho de Administração da ASA, explica a mudança no formato de atendimento aos idosos

Na área de atendimento a idosos, por que a ASA decidiu migrar do modelo de ILPI para o de programa Centro Dia?

Maria Inês de Paula Eduardo: A ASA foi a primeira instituição a participar de um edital da Secretaria de Assistência Social da PMSP e a assinar um convênio para os idosos do Lar Santo Alberto. Com o passar dos anos, os idosos foram se tornando extremamente dependentes, exigindo cuidados diferenciados na área da saúde. O custo financeiro do Lar triplicou, tornando inviável o orçamento da ASA. A ASA foi e é uma entidade com finalidades educacionais e assistenciais. Nunca pretendemos ser uma entidade que atuasse na área da saúde. Portanto, houve uma mudança no foco de atuação no Lar Santo Alberto. Estávamos sendo uma casa de saúde e não assistencial. Um outro ponto a ressaltar é a queda de 30% das doações para esse atendimento específico, inviabilizando o trabalho. A proposta do novo edital de convênio lançado pela PMSP em agosto de 2015 não contemplava a cobertura dos custos com os profissionais na área da saúde, imprescindíveis aos idosos que necessitam desses cuidados 24 horas. A partir de todas estas constatações, a equipe dos profissionais da ASA elaborou um plano de ação e um projeto para o atendimento aos idosos. E chegamos à conclusão que o melhor modelo seria o atendimento no formato de um Centro Dia. Apresentamos o projeto ao Conselho de Administração, discutimos exaustivamente até que as conselheiras tiveram a coragem e a certeza de que a melhor decisão seria a mudança. Jamais a ASA pensou em fechar o Lar Santo Alberto. Apenas mudaremos o modelo de atendimento, voltando ao foco inicial de quando o Lar foi criado: dar assistência aos idosos.

Como e quando será feita esta transição?

O convênio com a Secretaria de Assistência Social terminou em 30 de outubro, porém, a ASA o renovou até 30 de dezembro. Os idosos estão sendo transferidos paulatinamente e de forma muito cuidadosa tanto de nossa parte como da Secretaria. No mês de janeiro a casa estará fechada, a fim de fazermos algumas adaptações, para reabrirmos as portas com esse novo modelo de atendimento.

Como funcionará o Centro Dia e quantos idosos serão atendidos?

O Centro Dia Lar Santo Alberto funcionará de segunda a sexta, durante todo o dia. Iniciaremos com 30 idosos, esperando aumentar esse número mediante a demanda. Teremos várias atividades culturais, terapêuticas e sociais, sempre voltadas para um atendimento de qualidade ao idoso.