Filantropia e educação: investimento de futuro, no presente.

Postado por COMUNICAÇÃO ASA em 20/out/2020 - Sem Comentários

Durante a pandemia, testemunhamos um grande progresso na cultura de doação no Brasil, que registra valor recorde superior a R$ 6,4 bilhões segundo o Monitor de Doações COVID 19 da Associação Brasileira de Captadores de Recursos. As pessoas se sensibilizaram com a necessidade alheia devido a urgência da situação. Ousamos afirmar que humanitarismo foi o ator principal nestes últimos meses. Sabemos que a cultura de doação de um país é indício de uma maturidade coletiva, uma vez que mais pessoas entendem que são responsáveis pelas transformações de sua sociedade.

Mas, será que essa mentalidade filantrópica permanecerá em nosso país? Será que a pandemia irá fortalecer a cultura de doação?

Segundo Índice de Doações Mundiais apresentado pela CAF (Charities Aid Foundation) em 2019, o Brasil ocupa a 74ª posição em uma análise realizada com 126 países em relação ajuda a estranhos, doação de dinheiro e voluntariado. Apesar de ocupar a oitava posição no ranking de maiores economias do mundo.

Isso significa que ainda há muito a ser feito para que empresas e pessoas reconheçam o seu papel no apoio às organizações sociais. A mobilização imediata precisa se tornar consistente para garantia da sustentabilidade de ações ligadas à saúde, educação e assistência social realizadas por diversas instituições da sociedade civil.

Por isso, no DIA NACIONAL DA FILANTROPIA, aproveitamos a ocasião para te convidar a CONHECER e APOIAR o trabalho realizado pela ASA, há mais de 78 anos. Em busca do bem comum e da construção de uma sociedade mais justa, a ASA tem como parte importante de sua missão transformar ao educar e cuidar de crianças, adolescentes e idosos. E para isso, precisamos do apoio de todos.

APOIE NOSSA CAUSA E AJUDE A MUDAR O SEU PAÍS!

Em julho, a ASA iniciou a campanha “Conectando Adolescentes à Educação” que visa arrecadar recursos financeiros para a compra de tablets para adolescentes de 12 a 15 anos que frequentam nossos Centros para Crianças e Adolescentes (CCAs).

O equipamento servirá como apoio para o estudo à distância, assim como, para redução da defasagem na educação impactada pela pandemia.

Até o momento mobilizamos recursos suficientes para a compra de 90 tablets. Mas, a nossa meta é 172. Ainda temos 82 adolescentes precisando de nosso apoio.

A EDUCAÇÃO TRANSFORMA VIDAS. Faça a sua parte!

QUERO CONTRIBUIR

Doação material: Tablet com Android 9, 3G, Quad-Core, Wi-Fi, 16GB, Bluetooth, mais película e capa

Doação financeira: Qualquer valor é bem-vindo! (Custo de 1 tablet – R$ 922,00)

Associação Santo Agostinho – ASA

CNPJ 62.272.497/0001-54

Banco Itaú

Agência 0161

C.C. 26152-4

 

 

Banco Bradesco

Agência 0420

C.C. 81832-1

Para mais informações, entre em contato pelo telefone (11) 3887-1112 ou pelo e-mail:

Rosana Bertaioli – Captação de Recursos

rosana@asatransforma.org.br

Thais Certain – Projetos

projetos@asatransforma.org.br

Homenagem à Daisy Vianna Saboia Salles

Postado por COMUNICAÇÃO ASA em 25/ago/2020 - Sem Comentários

Daisy Vianna Saboia Salles trabalhou por 30 anos na ASA ocupando, a superintendência, logo abaixo da Presidência e Diretoria em uma época que a ASA era formada basicamente por voluntárias.

Da sua sala, hoje chamada de pedagógico, ela tinha visão total da ASA. Ela via quem chegava ou saia fosse pela porta principal ou pelo corredor lateral externo. A parir daí, Daisy sempre recebia quem quer que chegasse com uma palavra amável e gentil.

Com as voluntárias, seu papel foi crucial. Toda quinta-feira, “Dia das Voluntárias,” era uma festa. Ela conversava com todas, contando as novidades com alegria delicadeza e entusiasmo. Sabia escutar os problemas pessoais e sempre tentava ajudar com uma palavra amiga.

Executava as ordens recebidas com determinação, seriedade e eficiência. Fazia o importante papel de ligação entre central e unidades em um momento que era difícil a comunicação. Estamos falando da era do fax, começo da era digital, dos computadores. Era uma época que a prestação de contas das unidades era feita pessoalmente e muitas vezes em pequenos papéis de anotação. E, na mesma ocasião, Daisy se aprofundava nos problemas das unidades que já tinham sido discutidas pelo telefone. Aliás, era o telefone sua principal arma para resolver os problemas diários e para contratar fornecedores.

Quando saiu em 2006, sua falta foi muito sentida por todos, desde os funcionários – por mais simples que fossem e,  principalmente, pelas voluntárias. Até hoje sua lembrança sempre nos remete a uma pessoa amável, gentil, dedicada e que amava a ASA.

Texto escrito por: Cristina Motta e Alda Ruth em memória a Daisy Vianna Saboia Salles que nos deixa seu rastro de dedicação e amor ao próximo.

Formação para colaboradores dos CEIs e CCAs

Postado por COMUNICAÇÃO ASA em 23/jul/2020 - Sem Comentários

“ECA, violações de direitos, percepção e intervenções possíveis”

Em julho o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA fez 30 anos.

O ECA é um conjunto de normas jurídicas que tem como objetivo a Proteção Integral dos Direitos da Criança e do Adolescente, e entende as crianças e adolescentes como sujeitos de direito, com proteção e garantias específicas. São normas conhecidas no mundo todo.

Como o Estatuto é referência obrigatória de nosso trabalho cotidiano, a ASA oferece uma formação on-line para todos os profissionais que atuam nos CEIs e CCAs, nos dias 29, 30 e 31 de julho, para que conheçam melhor o ECA, suas violações, além de ferramentas e estratégias adequadas para perceber, acolher, encaminhar e acompanhar as vítimas dessas violações.

A formação será realizada por Lídia Tinti – Coordenadora do Núcleo de Proteção Jurídico Social e Apoio Psicológico do Butantã e Andressa Cezaria – Técnica de referência do Núcleo de Proteção Jurídico Social e Apoio Psicológico do Butantã.

Live ASA e SBPSP no Facebook

Postado por COMUNICAÇÃO ASA em 01/jul/2020 - Sem Comentários

Pensando no possível retorno das atividades na ASA, em junho firmamos mais uma parceria com a SBPSP para a realização de ações em dois formatos distintos: um curso para multiplicadores e uma Live no Facebook da ASA.

O curso tem como objetivo realizar encontros para que as equipes dos CEIs, CCAs e CDI possam compartilhar seus anseios e estejam mais preparados para receber as crianças, adolescentes e idosos em nossas unidades após a quarentena.

Em contrapartida, a Live realizada no dia 30 de junho, foi uma oportunidade para conversamos com o público em geral e, principalmente, com as famílias sobre a vida emocional.

Para assistir a Live, clique aqui.

ONGs se unem e lançam manifesto para Covid-19

Postado por COMUNICAÇÃO ASA em 22/Maio/2020 - Sem Comentários

10 ONGs se unem em busca de solidariedade e responsabilidade diante do momento da Covid-19.

A participação ativa e efetiva seja por parte da sociedade civil, das empresas ou do poder público, se faz necessária para o enfrentamento das desigualdades sociais agravadas neste conturbado cenário.

Acompanhe o manifesto redigido por: Arrastão Movimento de Promoção Humana, Associação Criança Brasil, Associação Educacional e Assistencial Casa do Zezinho, Associação Obra do Berço, Associação Santo Agostinho – ASA, Fundação Julita, Instituto Ana Rosa, Instituto Verdescola, Liga Solidária e Vocação.

ENFRENTANDO A COVID-19: SOMOS TODOS RESPONSÁVEIS

Em tempos de pandemia, que expôs de forma gigantesca e contundente o abismo social já existente e acentuou as altas taxas de mortalidade nas periferias, nós, dirigentes e gestores de Organizações Não-Governamentais, manifestamos indignação à isenção da responsabilidade de agir de grande parte da sociedade.

Por isso, nos dirigimos à sociedade civil, às empresas, ao poder público e aos meios de comunicação para convocar todos a participarem de forma mais ativa e efetiva no enfrentamento dessas desigualdades sociais agravadas neste conturbado cenário. É TEMPO DE DESENVOLVER EMPATIA E CULTURA HUMANITÁRIA EM NOSSA SOCIEDADE.

Neste momento é fundamental atuar em defesa da cidadania, da transparência na divulgação de informações e contar com a potencialidade participativa de diversos públicos para promover ações em rede. É preciso unir esforços para o enfrentamento da situação. A AÇÃO COMEÇA CONOSCO!

Juntos, já mobilizamos a doação de muitos milhares de cestas com alimentos, kits de higiene, limpeza e materiais pedagógicos. Todavia, a fome persistirá e a pandemia se alongará.

Com o isolamento e queda de rendimentos, o consumo de itens básicos para a sobrevivência está bastante afetado. Muitas famílias precisam de ajuda com alimentação e, justo quando a pandemia exige mais atenção com hábitos fundamentais para a saúde, até o simples ato de lavar as mãos pode se tornar uma tarefa impraticável para muitos cidadãos em vulnerabilidade social. Torna-se, então, imprescindível darmos continuidade às campanhas já iniciadas, para atender às necessidades mais primárias.

As limitações dessa população são muitas. Em geral, o trabalho remoto não é opção para quem mora nas comunidades periféricas da capital paulista, pois a maioria executa atividades que só podem ser realizadas presencialmente. São atividades informais e muitos não têm acesso à conexão, o que os obriga a continuar indo ao trabalho normalmente, utilizando transporte público, contrariando a recomendação da Organização Mundial da Saúde de isolamento social e se expondo mais à doença. Famílias se aglomeram em pequenos cômodos em condições precárias. Falta-lhes infraestrutura e sobram tensão, estresse e agressividade, gerando mais desarmonia familiar.

A partir desse cenário, reiteramos que não podemos parar aqui! É fundamental que ações e políticas efetivas de enfrentamento à violência doméstica, desemprego, racismo e outras questões sociais, agravadas pelo contexto da pandemia sejam pauta política e que sejam confrontadas de forma responsável, séria e eficaz pelo poder público. Lembrando que as políticas públicas, elaboradas ou aperfeiçoadas para estes fins, precisam sempre contar com a participação efetiva da sociedade civil.

Há muito para ser feito. Nós, organizações da sociedade civil, buscamos apoio urgente para encontrar soluções reais no prazo mais curto possível para a redução da desigualdade, do desemprego, da violência, da exclusão digital e contribuir para uma educação de qualidade para todos, para uma sociedade mais justa e igualitária.

Aos meios de comunicação, cabe a transparência, agilidade e eficiência na divulgação dos fatos e acontecimentos sociais, para informar e formar a opinião pública a partir dos preceitos da objetividade e ética.

A pandemia se alastra sem controle, as mortes nas periferias crescem exponencialmente e a crise econômica levará a situações ainda mais alarmantes: MAIS DESEMPREGO, MAIS FOME, MAIS DESIGUALDADES E MAIS VIOLÊNCIA. Trágico.

Por isso, convocamos você, jovens, líderes comunitários, profissionais liberais, empresários/as, jornalistas, comunicadores, poder público, todos e todas da sociedade civil a se tornar um/a agente transformador/a desta realidade.

Entre em ação contra COVID-19: seja generoso, empático, engajado, mobilize, doe, divulgue, ajude e transforme. Pois em tempos difíceis, o coletivo faz a força, faz a diferença.

Para acessar o documento original, clique aqui.

 

 

 

ASA apoia a campanha “Pode ser Abuso”

Postado por COMUNICAÇÃO ASA em 15/Maio/2020 - Sem Comentários

O dia 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. E, para alertar a população sobre esse tipo de violência, a Fundação Abrinq criou a campanha #PODESERABUSO.

Principalmente durante a pandemia do Covid-19, precisamos quebrar esse silêncio. O número de denúncias de violações, inclusive contra crianças e adolescentes, vem aumentando consideravelmente.

Essas marcas podem gerar consequências e podem traumatizar os desprotegidos pelo resto de suas vidas.

Para mais informações, acesse: http://www.podeserabuso.org.br/

Faça algo por uma criança que você conhece: Denuncie. Quebre o silêncio. Dique 100!

YouTube ASA com novidade para toda família

Postado por COMUNICAÇÃO ASA em 13/Maio/2020 - Sem Comentários

Como a sua instituição tem levado conteúdos educativos aos assistidos? Na ASA adotamos duas formas de compartilhamento: grupos no WhatsApp e YouTube.

Por conta da quarentena, adaptamos nossas atividades. Afinal, sabíamos o quão essencial era manter nosso compromisso para garantir educação e assistência a crianças e adolescentes em vulnerabilidade.

O distanciamento social e a suspensão das atividades nos CEIs e CCAs devido ao Covid-19, não nos impediram de melhorar nosso atendimento. Aproveitamos a oportunidade para produzir conteúdo de uma nova forma que fosse acessível às famílias da ASA e que, de certa forma, ajudasse outros educadores na elaboração de atividades.

A cada semana, apresentaremos vídeos com diferentes propostas, elaboradas pelos professores, socioeducadores, articuladores comunitários, orientadores de música do projeto “Música para a vida” e profissionais da saúde do CDI Lar Santo Alberto.

Gostou da novidade?

Acompanhe o YouTube da ASA pelo link: https://www.youtube.com/ASAtransforma

Projetos

Postado por COMUNICAÇÃO ASA em 28/ago/2018 - Sem Comentários

Projetos

Centros para Crianças e Adolescentes – CCA’s
O projeto Estimula Cidadania, que contou com o patrocínio da Ultragaz, foi encerrado em junho com um resultado incrível! As crianças e adolescentes, depois de observarem as comunidades e entorno dos CCAs, discutiram em pequenos grupos e definiram em assembleias ações que foram realizadas para melhorar o que não gostaram (limpeza de praças, pintura de brinquedos em praças, panfletagem para conscientização sobre riscos de uso de drogas, entre outras). Experimentaram na prática, como protagonistas pró-ativos, como exercer a cidadania.
Uma novidade trazida com esse projeto, foi o uso do Typeform, uma plataforma eletrônica para monitoramento e avaliação do projeto. Abaixo, alguns resultados apresentados pelas crianças e adolescentes sobre seu envolvimento:

 

 

 

 

 

 

Projetos Novos começando nos CCA’s
Como desdobramento do Estimula Cidadania, tiveram início os projetos complementares Cidadania e Comunidade, também com patrocínio da Ultragaz, e o Articulando Redes, patrocínio da Fundação Prada.

O Previna-se, com apoio do FUMCAD, e patrocínios das empreas Sunny International Food, Bexs Banco, Ultragaz e pessoas físicas, teve início em agosto, e conta com 3 psicólogas para oficinas sobre sexualidade, prevenção a DSTs, gravidez precoce e encaminhamentos para casos mais críticos à rede de suporte e proteção às crianças, adolescentes e famílias.
Com apoio do Condeca, o projeto Valores e Ética prevê a formação de todos os profissionais que atuam nos CCAs com Julio Neres, educador formador do CENPEC – Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária.

 

Centro De Educação Infantil – CEI
Nas formações mensais que acontecem todos os anos nos CEI’s, sempre houve a discussão teórica bem como a análise de situações cotidianas vividas nas unidades, de modo a construirmos uma sistemática de documentação das práticas pedagógicas.
Ao longo de 2018, a parceria com a Fundação Carlos Chagas tem promovido o aprofundando de aspectos da primeira infância na educação em reuniões quinzenais com as coordenadoras pedagógicas das cinco unidades. A proposta tem como foco a qualidade dos registros pedagógicos, de modo a documentar o trabalho realizado pelas equipes e subsidiar os processos de reflexão sobre as práticas pedagógicas e de atendimento a todas as crianças dos CEI’s.
Temas como organização dos espaços e seus mobiliários, rotinas e cuidados com o corpo, atividades pedagógicas, linguagem e interações, organização das atividades e relações entre a equipe e os pais são os eixos centrais dos encontros.
As coordenadoras fazem a mediação com os/as professores/as sobre os temas tratados, de modo que suas opiniões, dúvidas e contribuições sejam consideradas durante todo o processo e desenvolvimento da formação. As pesquisadoras/formadoras da Fundação Carlos Chagas são Ana Paula Ferreira da Silva e Eliane Bhering.

 

Centro Dia do Idoso – CDI
IV Festa Junina Beneficente
A tradicional Festa Junina do Lar Santo Alberto teve sua IV edição recheada de atrações como: barracas de brincadeiras para as crianças, comidas típicas, doces, músicas, bingo e muita solidariedade!

Tudo em prol das crianças, adolescentes e idosos assistidos pela ASA. O objetivo foi divulgar o trabalho social da ASA em toda comunidade e para as pessoas que frequentam o espaço. Além de aproximá-las do trabalho, de sua importância, a festa junina trouxe muita diversão a todos. Foi um jeito gostoso e especial de confraternização que reforçou vínculos entre famílias, assistidos e instituição. Além de ser uma forma de captar recursos aos projetos e atividades realizadas na ASA.

Trata-se de um evento solidário que só acontece com a participação de todos. Não seria possível sua realização sem a dedicação das famílias, voluntários e comunidade, que não medem esforços para o sucesso do evento.